Cruesp: 3% de reajuste. E a proposta?

image_pdfMostrar em PDFimage_printImprimir

O Cruesp, em reunião com o Fórum das Seis (F6) nesta segunda-feira, 16, apresentou a “não proposta” de reajuste salarial de 3% aos servidores da USP, Unesp e Unicamp. As entidades se reuniram após o encontro com o conselho de reitores e a opinião foi unânime: querem sustentar ensino, pesquisa e extensão com arrocho salarial.
[button link=”http://www.adunicamp.org.br/wp-content/uploads/2016/05/Boletim-do-F6-17-5-2016.pdf” icon=”file-o” color=”red”]Acesse aqui e leia o boletim do F6[/button]
[button link=”https://drive.google.com/file/d/0B_wjdHPYxmGnY1pSV3BlSW95b3M/view?pref=2&pli=1″ icon=”volume-up” color=”green”]Acesse aqui e ouça o áudio completo da reunião entre CRUESP e F6[/button]
Leia, abaixo, a íntegra do comunicado do CRUESP.
Comunicado CRUESP nº 01/2016
São Paulo, 16 de maio de 2016
Considerando o momento atual em que estamos diante da pior crise econômica da história da autonomia universitária, em um esforço para atenuar as perdas salariais ao longo dos últimos 12 (doze) meses, o CRUESP, em reunião realizada nesta data com o Fórum das Seis, decidiu reajustar os salários de docentes e servidores técnico-administrativos das Universidades Estaduais Paulistas em 3% a partir de maio do corrente ano.
Consciente de que o índice proposto não repõe as perdas salariais, o Conselho de Reitores envidará todos os esforços institucionais possíveis de recuperação salarial tão logo as condições econômicas permitam.
No que diz respeito à UNESP, as disposições deste comunicado serão implantadas em período a ser definido oportunamente, respeitando-se suas disponibilidades orçamentárias e financeiras, e após decisão de seu Conselho Universitário.
Quanto à USP, a aplicação das disposições deste comunicado dependerá de decisão de seu Conselho Universitário.
José Tadeu Jorge
Presidente do Cruesp

Rolar para cima