Os professores da Unicamp decidiram, em assembleia geral ocorrida nesta quinta-feira, 20, aderir à greve geral marcada para o próximo dia 28 e realizar atividades no campus da Universidade, em conjunto com o STU e DCE. Os professores decidiram também participar das manifestações que deverão ocorrer, ao longo do dia, na região central de Campinas e no ato em São Paulo.

A assembleia deliberou ainda por formar uma Comissão de Mobilização para auxiliar a diretoria da ADunicamp a organizar, em conjunto com o STU e o DCE, as atividades no campus, com o objetivo de esclarecer e discutir as reformas da Previdência e Trabalhista, principais alvos dos protestos da Greve Geral.

Por deliberação da assembleia, a ADunicamp  deverá disponibilizar transporte para os professores interessados em participar das manifestações em Campinas e em São Paulo.

Em Campinas, a passeata está marcada para as 16h, com concentração a partir das 11h, na região central. Em São Paulo, ocorrerão várias manifestações.

A Greve Geral do dia 28 é convocada pelas principais centrais sindicais brasileiras contra as reformas da Previdência e Trabalhista que o governo do presidente Michel Temer tenta aprovar no Congresso Nacional.

Professores interessados em transporte para participar dos atos em Campinas e São Paulo já podem se inscrever pelo e-mail:  rose@adunicamp.org.br.