MANIFESTO DA APAER EM DEFESA DA EXTENSÃO RURAL E DA POPULAÇÃO RURAL DE SÃO PAULO

image_pdfimage_print

manifesto rural — MANIFESTO DA APAER EM DEFESA DA EXTENSÃO RURAL E DA POPULAÇÃO RURAL DE SÃO PAULO — ADunicampO político João Dória quer acabar com os serviços públicos se aproveitando da pandemia
A APAER – Associação Paulista de Extensão Rural vem aqui manifestar a nossa indignação pelas medidas que vêm sendo tomadas pelo político governador de São Paulo, João Dória.
O governador Dória mandou para a Assembleia de São Paulo um projeto para acabar com 11 entidades que prestam serviços públicos essenciais. Dória quer acabar com a Fundação Itesp, que apoia as populações rurais mais vulneráveis do estado. Dória quer acabar também com o Instituto Florestal, que protege nossas riquezas naturais. Em plena pandemia, pasmem, nosso atual governador Dória quer acabar com entidades que cuidam da saúde da população, como a fundação do remédio popular e a entidade que atende as pessoas com câncer. A vida política de João Dória é assim – o discurso é um e a prática é outra. No mesmo projeto de lei ele também pede para os nossos deputados estaduais carta branca para vender os patrimônios do estado.
O projeto do político João Dória para acabar com o serviço público tem várias frentes. Ao mesmo tempo do projeto de lei também está em andamento na secretaria da agricultura do governo Dória projeto para acabar com as 574 Casas da Agricultura em todo o estado. Dória quer abandonar ao relento e sem extensão rural mais de 345 mil famílias agricultoras, pescadoras, quilombolas e assentadas paulistas. A proposta de Dória é desastrosa – em plena pandemia quer abandonar sem dó nem piedade as famílias de agricultores que colocam a comida no prato dos paulistas.
Dória quer acabar com a extensão rural de São Paulo – a mão amiga que o produtor rural procura quando precisa de serviço público de qualidade.
Desde o tempo que abandonou o cargo de prefeito de São Paulo para ser candidato a governador de São Paulo Dória tem o discurso de que não é político – chama a si mesmo de gestor. Dória é um necropolítico – que usar seu poder para ditar como algumas pessoas podem viver e como algumas devem morrer à míngua. Fala uma coisa e faz outra.
Que tipo de político é esse que fala para preservar o emprego e quer acabar com o emprego dos servidores, que sobe no palanque para falar em defesa da saúde e quer acabar com as instituições que cuidam da saúde das pessoas? Que tipo de gestor é esse, que para enfrentar a crise deixa sucatear os bens públicos e quer vender boa parte do patrimônio do estado. Que ao invés de motivar os trabalhadores para defender a população quer aproveitar a pandemia para demitir trabalhadores e acabar com serviços públicos que atendem a população.
Ao invés de fazer uma revisão dos 23 bilhões de renúncia fiscal que beneficiam principalmente grandes empresas Dória quer acabar com os atendimentos de serviços que são essenciais para a população. Dória fala uma coisa e faz outra.
Temos então uma grande necessidade – precisamos reagir!!! Pra que a gente consiga reagir vamos fazer aqui dois pedidos:
Pedido 1 – direcionado aos nossos deputados estaduais e ao ministério público:
Pedimos que tomem providências com relação ao projeto de lei e a reforma administrativa do político João Dória, que quer acabar com os serviços públicos que atendem a população rural do Estado de São Paulo. Que rejeitem o projeto de lei que dá carta branca para o político João Dória vender o patrimônio público. Quando o político João Dória conseguir todo o poder que ele quer concentrar na sua pessoa não vai mais querer negociar com os deputados – #ficaaDica
Pedido 2 – Alerta para toda a população do Estado de São Paulo
Pedimos que fiquem atentos para a importância das eleições municipais. Vamos aqui lembrar do que nos ensina a sabedoria popular – “diz-me com quem tu andas e eu te direi quem és”
Muita atenção na escolha do seus pré-candidatos a vereador e a prefeito. Se nas vésperas das eleições o político João Dória está tomando medidas tão amargas e que vão prejudicar tanta gente, sem rever os 23 bilhões de renúncia fiscal – que tipo de gestor é esse???
Vamos acabar com essa história de que brasileiro não tem memória, de que brasileiro não sabe votar. É chegada a hora de virar esse jogo.
#maisExtensãoRuralé+Saúde
APAER – Associação Paulista de Extensão Rural – Contato: apaer2019@gmail.com
 


Divulgação realizada por solicitação da Profa. Edwiges Morato (IFCH), na condição de sindicalizada. As opiniões expressas nos textos assinados são de total responsabilidade do(a)s autore(a)s e não refletem necessariamente a posição oficial da entidade, nem de qualquer de suas instâncias (Assembleia Geral, Conselho de Representantes e Diretoria).

Rolar para cima