1

Negociações com Unimed tiveram acordos favoráveis

Planos do tipo “faixa única” serão reajustados em 9,26% e planos modulados por “faixa etária”  terão redução dos valores

As negociações da ADunicamp com a Unimed-Campinas foram concluídas em dezembro e, pela primeira vez em muitos anos, resultaram em reajustes com índices inferiores a 10% no principal contrato, o plano “Faixa Única”. Além disso, obtivemos reduções dos valores nos planos definidos por “Faixa Etária”.

As tratativas para renovação contratual estavam previstas para serem iniciadas em junho de 2020, mas tiveram que ser adiadas devido às deliberações da ANS (Agência Nacional de Saúde) que, em setembro, definiu pela suspensão das “aplicações dos reajustes de planos de saúde por variação de custos (anual) e por mudança de faixa etária, no período de setembro a dezembro de 2020”.

 

RESULTADOS FAVORÁVEIS

Inicialmente, o reajuste proposto pela operadora para o principal contrato se aproximava dos 35%, mas após muitas reuniões e contrapropostas fundamentadas em estudos realizados pela ADunicamp foi firmado acordo pela moderação dos índices, mantendo-se o convênio atrativo e equilibrado financeiramente.

Os resultados favoráveis foram possíveis também pelo histórico das negociações implementadas durante a gestão da diretoria anterior quando forma promovidas alterações contratuais, como a descontinuidade do módulo “Rede Master”, que contribuíram significativamente para melhoria das condições financeiras do convênio ADunicamp-Unimed.

 

OS VALORES

Os índices de reajuste que serão aplicados a partir de fevereiro de 2021 ficaram assim definidos:

• plano “FAIXA ÚNICA” (quando titulares e dependentes pagam os mesmos valores, independentemente das suas idades) será reajustado em 9,26%.

•  plano “FAIXA ETÁRIA” (titulares e dependentes pagam valores diferenciados de acordo com suas idades) teve redução de seus valores que oscilaram entre 5% e 18% dependendo do tipo de acomodação (coletiva ou privativa).

Ainda, por consequência das negociações, definiu-se que os retroativos acumulados durante os meses em que os reajustes contratuais estiveram suspensos sejam cobrados em 6 (seis) parcelas mensais a partir de fevereiro de 2021.

 

CONFIRA NOVA TABELA COM VALORES RETROATIVOS (SERÃO COBRADOS A PARTIR DE FEVEREIRO DE 2021)

 

ADESÃO POR FAIXA ÚNICA

PLANOS VALORES

REDE BÁSICA NACIONAL
QUARTO COLETIVO

REDE ESPECIAL NACIONAL
QUARTO INDIVIDUAL

R$ 688,05 (por pessoa)

R$ 1.183,81 (por pessoa)

 

ADESÃO POR FAIXA ÚNICA – AGREGADOS

PLANOS VALORES

REDE BÁSICA
(UMA CIDADE)
QUARTO COLETIVO

R$ 1.072,12 (por pessoa)

REDE ESPECIAL
(UMA CIDADE)
QUARTO INDIVIDUAL

R$ 1.844,62 (por pessoa)

REDE BÁSICA
(DUAS CIDADES)
QUARTO COLETIVO

R$ 1.393,75 (por pessoa)

REDE ESPECIAL
(DUAS CIDADES)
QUARTO INDIVIDUAL

R$ 2.398,02 (por pessoa)

 

ADESÃO POR FAIXA ETÁRIA

FAIXAS ETÁRIAS

REDE BÁSICA
QUARTO COLETIVO

REDE ESPECIAL
QUARTO INDIVIDUAL

0 a 18 anos

R$ 188,59

R$ 288,54

19 a 23 anos

R$ 217,21

R$ 332,33

24 a 28 anos

R$ 251,24

R$ 384,40

29 a 33 anos

R$ 294,28

R$ 450,25

34 a 38 anos

R$ 348,01

R$ 532,46

39 a 43 anos

R$ 394,55

R$ 603,66

44 a 48 anos

R$ 448,30

R$ 685,90

49 a 53 anos

R$ 527,08

R$ 806,43

54 a 58 anos

R$ 636,30

R$ 973,54

A partir de 59 anos

R$ 1.082,21

R$ 1.655,78

 




Negociações com Unimed tiveram acordos favoráveis

Planos do tipo “faixa única” serão reajustados em 9,26% e planos modulados por “faixa etária”  terão redução dos valores
As negociações da ADunicamp com a Unimed-Campinas foram concluídas em dezembro e, pela primeira vez em muitos anos, resultaram em reajustes com índices inferiores a 10% no principal contrato, o plano “Faixa Única”. Além disso, obtivemos reduções dos valores nos planos definidos por “Faixa Etária”.
As tratativas para renovação contratual estavam previstas para serem iniciadas em junho de 2020, mas tiveram que ser adiadas devido às deliberações da ANS (Agência Nacional de Saúde) que, em setembro, definiu pela suspensão das “aplicações dos reajustes de planos de saúde por variação de custos (anual) e por mudança de faixa etária, no período de setembro a dezembro de 2020”.

RESULTADOS FAVORÁVEIS

Inicialmente, o reajuste proposto pela operadora para o principal contrato se aproximava dos 35%, mas após muitas reuniões e contrapropostas fundamentadas em estudos realizados pela ADunicamp foi firmado acordo pela moderação dos índices, mantendo-se o convênio atrativo e equilibrado financeiramente.
Os resultados favoráveis foram possíveis também pelo histórico das negociações implementadas durante a gestão da diretoria anterior quando forma promovidas alterações contratuais, como a descontinuidade do módulo “Rede Master”, que contribuíram significativamente para melhoria das condições financeiras do convênio ADunicamp-Unimed.

OS VALORES

Os índices de reajuste que serão aplicados a partir de fevereiro de 2021 ficaram assim definidos:
• plano “FAIXA ÚNICA” (quando titulares e dependentes pagam os mesmos valores, independentemente das suas idades) será reajustado em 9,26%.
•  plano “FAIXA ETÁRIA” (titulares e dependentes pagam valores diferenciados de acordo com suas idades) teve redução de seus valores que oscilaram entre 5% e 18% dependendo do tipo de acomodação (coletiva ou privativa).
Ainda, por consequência das negociações, definiu-se que os retroativos acumulados durante os meses em que os reajustes contratuais estiveram suspensos sejam cobrados em 6 (seis) parcelas mensais a partir de fevereiro de 2021.

CONFIRA NOVA TABELA COM VALORES RETROATIVOS (SERÃO COBRADOS A PARTIR DE FEVEREIRO DE 2021)

ADESÃO POR FAIXA ÚNICA

PLANOS VALORES

REDE BÁSICA NACIONAL
QUARTO COLETIVO

REDE ESPECIAL NACIONAL
QUARTO INDIVIDUAL

R$ 688,05 (por pessoa)

R$ 1.183,81 (por pessoa)

 

ADESÃO POR FAIXA ÚNICA – AGREGADOS

PLANOS VALORES

REDE BÁSICA
(UMA CIDADE)
QUARTO COLETIVO

R$ 1.072,12 (por pessoa)

REDE ESPECIAL
(UMA CIDADE)
QUARTO INDIVIDUAL

R$ 1.844,62 (por pessoa)

REDE BÁSICA
(DUAS CIDADES)
QUARTO COLETIVO

R$ 1.393,75 (por pessoa)

REDE ESPECIAL
(DUAS CIDADES)
QUARTO INDIVIDUAL

R$ 2.398,02 (por pessoa)

 

ADESÃO POR FAIXA ETÁRIA

FAIXAS ETÁRIAS

REDE BÁSICA
QUARTO COLETIVO

REDE ESPECIAL
QUARTO INDIVIDUAL

0 a 18 anos

R$ 188,59

R$ 288,54

19 a 23 anos

R$ 217,21

R$ 332,33

24 a 28 anos

R$ 251,24

R$ 384,40

29 a 33 anos

R$ 294,28

R$ 450,25

34 a 38 anos

R$ 348,01

R$ 532,46

39 a 43 anos

R$ 394,55

R$ 603,66

44 a 48 anos

R$ 448,30

R$ 685,90

49 a 53 anos

R$ 527,08

R$ 806,43

54 a 58 anos

R$ 636,30

R$ 973,54

A partir de 59 anos

R$ 1.082,21

R$ 1.655,78

 




REAJUSTES DO CONVÊNIO DA UNIMED CAMPINAS COM A ADUNICAMP SERÁ EFETUADO EM JANEIRO/2021

A ADunicamp informa que as negociações envolvendo os contratos dos planos de saúde do convênio com a UNIMED Campinas referentes ao ano de 2020 serão realizados somente em janeiro de 2021. Esta excepcionalidade ocorre por decisão da Agência Nacional de Saúde (ANS).

Em setembro de 2020, conforme consta em comunicado (leia aqui), a ANS decidiu que: “em decorrência da pandemia da infecção humana causada pelo Coronavírus SARS-CoV2, bem como, visando manter o equilíbrio das relações negociais que conformam o setor de regulado, de forma técnica, bem como a garantir a continuidade e a qualidade da prestação de assistência à saúde dos consumidores dos planos de saúde”, estão suspensas as “aplicações dos reajustes de planos de saúde por variação de custos (anual) e por mudança de faixa etária, no período de setembro a dezembro de 2020”.

As negociações para os novos valores do convênio da UNIMED Campinas com a ADunicamp para 2020, previstas para iniciarem em junho, foram suspensas por motivo da pandemia. As mesmas serão retomadas ainda neste mês e em breve enviaremos novos comunicados sobre o assunto.

Diante disso, o departamento de convênios da ADunicamp, através dos telefones: (19) 3521 2470 / 3521 2471 e/ou do e-mail: convênios@adunicamp.org.br, se coloca à disposição para esclarecimentos.




ADUNICAMP INFORMA SOBRE A CONDIÇÃO DE DEPENDENTE NOS PLANOS DE SAÚDE

A ADunicamp orienta aos usuários e usuárias do convênio da Unimed para que procurem a Secretaria da entidade sempre que houver mudança da condição de algum dependente do titular do plano de saúde.
Essas situações devem ser informadas à ADunicamp para regularização da situação dos planos e para que se evite a cobrança de valores sem que os serviços necessários possam ser prestados.
Os planos de saúde contratados para o convênio com a Unimed preveem que podem ser inscritos como dependentes do titular o/a cônjuge ou companheiro/a, filhos/as inválidos/as de qualquer idade, tutelados/as e curatelados/as enquanto vigorar a decisão judicial, filhos/as e enteados/as solteiros/as (desde que o pai ou mãe também esteja inscrito/a) de até 35 anos de idade e, por fim, menores sob guarda para fins de adoção.
Estas pessoas perdem a condição de dependente caso haja rompimento do casamento ou da união estável; no caso dos filhos e/ou enteados, ao deixar o estado de solteiro/a ou no dia em que completar 36 anos de idade; ao término da tutela ou curatela.
Contatos – Secretaria de Convênios da ADunicamp
Amilton / Daniel
secretaria@adunicamp.org.br
convenios@adunicamp.org.br
Fone.: (19) 3521 2471




REFERENTE AOS INFORMES DOS CONVÊNIOS PARA FINS DE IMPOSTO DE RENDA 2020

Prezado(a) Professor(a),
Referente ao envio das informações relacionadas aos convênios da ADunicamp para fins de Imposto de Renda, informamos que:
UNIMED
Em cumprimento à Instrução Normativa da Receita Federal – IN RFB 1.843/2018 – que instituiu a DMED (Declaração de Serviços Médicos), a Unimed Campinas – assim como as demais operadoras de serviços médicos – passou, desde o ano de 2019, a ser a responsável pela emissão e envio das declarações para fins de imposto de renda.
Deste modo, informamos que os(as) associados(as) usuários(as) do convênio com a Unimed Campinas deverão receber, em suas residências, correspondência da operadora com o referido informe.
Os(as) usuários(as) da Unimed também poderão acessar o informe com os valores dos gastos em 2019 diretamente no site da empresa, para basta seguir as informações abaixo:

1 – Acessar o link: http://wws3.unimedcampinas.com.br/Cli-PF/loginComprovante.aspx?Ano=2019

2 – Preencher o formulário com os números do Cartão da Unimed e do CPF. Após o preenchimento, clicar em “fazer login”. Em seguida, o informe aparecerá na tela com as informações detalhas e com a opção para impressão.

UNIODONTO E CDA
Os informes contendo os valores detalhados dos gastos referentes ao ano de 2019, foram enviados pela ADunicamp por e-mail.  Em caso de não recebimento por parte dos/as associados/as, que utilizam os serviços da UNIODONTO e da CDA, solicitamos aos mesmos que entrem em contato com o setor de Convênios da ADunicamp (contatos abaixo), que providenciará o envio de forma imediata.
Departamento de Convênios – ADunicamp
Amilton Magalhães, Daniel Chaves, Débora Mendes,
João Vitor e Lucas C. R. da Silva,
(19) 3521 2471 – 3521 2470 e 3521 2472




Novas mensalidades da Unimed Campinas serão cobradas a partir de Novembro/2019

O departamento de convênios da ADunicamp iniciou, na data de hoje (22/10), os lançamentos referentes às mensalidades da Unimed para o mês de Novembro/2019. Vale ressaltar que, até Fevereiro/2020, os valores que serão cobrados englobam a mensalidade reajustada + a parcela retroativa a Agosto/2019, mês de renovação dos contratos com a Unimed.
A negociação de reajuste com a Unimed Campinas teve início em maio de 2019, quando a operadora apresentou o índice 54%. Como vem ocorrendo de forma sistemática, a ADunicamp negou o valor proposto e iniciou as negociações. As tratativas se prolongaram e exigiram estudos e esforços de ambas as partes para definirem os novos valores das mensalidades. Após mais de três meses, os reajustes foram fixados de acordo com o tipo de contrato. Confira:
• Faixa Etária – 9,5%
• Faixa Única – 21%
• Agregados/das (pai, mãe, sogro e sogra) – 21%
Confira o cronograma de pagamento, incluindo as parcelas retroativas:
1. Novembro – pagamento da mensalidade reajustada + parcela do retroativo
2. Dezembro – pagamento da mensalidade reajustada + parcela do retroativo
3. Janeiro/2020 – pagamento da mensalidade reajustada + parcela do retroativo
4. Fevereiro/2020 – pagamento da mensalidade reajustada + parcela do retroativo
Para mais informações, entre em contato com o Departamento de Convênios da ADunicamp (dados abaixo).
Convênios ADunicamp
Amilton / Daniel / João
Fone: (19) 3521 2470 / 3521 2471
E-mail: convenios@adunicamp.org.br




ADunicamp fecha novas parcerias e amplia benefícios aos/as associados/as

O departamento de convênios da ADunicamp entrou em uma nova fase, com o intuito de captar novas parcerias e oferecer mais benefícios e vantagens aos/as associados/as da entidade. Clube Telecamp, Credbon Seguros, VipCenter Foto e Ótica são as mais novas empresas a oferecerem descontos diferenciados aos/as docentes filiados/as.
“A diretoria da ADunicamp (gestão 2018-2020) tem se empenhado para melhorar e expandir a oferta de convênios que beneficiem nossas/os associadas/os. Neste sentido, temos a alegria de anunciar novas parcerias que, acreditamos, são bastante vantajosas para todas/as sindicalizadas/os. Concluímos acordos com Clube Telecamp, Credbon Seguros e Vipcenter Foto e Ótica e, desta forma, pertencer a um ótimo clube de campo, contratar seguros residencial e de automóveis e consumir produtos óticos tornou-se mais econômico através da ADu. Não deixe de aproveitar esses benefícios. Procure-nos por telefone, e-mail e redes sociais. Filia-se à ADunicamp”, conforme anúncio da diretoria.
Novas parcerias estão em curso e em breve teremos mais novidades. Os/as docentes que tenham sugestões e/ou indicações de empresas e serviços a serem incluídos em nossa lista de convênios, poderão entrar em contato com o departamento de convênios da ADunicamp, o qual se encarregará das tratativas.

Piscinas adulto e infantil – Clube Telecamp

CLUBE TELECAMP
Voltado para toda a família, o convênio com o Clube Telecamp é a mais nova opção de lazer e bem-estar oferecido pela ADunicamp. O clube conta com academia, área para churrascos e confraternizações, quadras poliesportivas, piscina, restaurante etc. Trata-se de um clube de campo completo, ao lado do CPqD e de fácil acesso.
Para os/as docentes associados/as à ADunicamp, o desconto para o plano familiar será de 15%, inicialmente. Conforme as adesões forem aumentando, o desconto também aumentará, podendo atingir até 30%. Por isso, contamos com colaboração de todos/as interessados/as para compartilhar com demais colegas essa nova parceira da ADunicamp.
Migração e Adesão
Os/as docentes da Unicamp, associados/as à ADunicamp, que já frequentam o clube, deverão requerer junto à administração da Telecamp a migração para o convênio. Deste modo, todos/as receberão os descontos oferecidos pelo contrato vigente.  A partir disso, os/as associados passarão a receber os boletos emitidos pela ADunicamp, já com os valores corrigidos.
Para aderir ao convênio ADunicamp/Clube Telecamp, os/as associados/as deverão preencher uma ficha de adesão disponível na secretaria da entidade (em breve teremos o a possibilidade de preenchimento online), a qual será enviada à administração do clube, formalizando assim a associação à Telecamp. Não há taxa de adesão e nem carência para utilização das dependências do clube.
Entre em contato com o departamento de convênios da ADunicamp – (19) 3521 2472 / convenios@adunicamp.org.br – e faça sua adesão.
Acesse aqui e conheça o Clube Telecamp
CREDBON
A CredBon foi criada a partir da fusão com a Insurance System, que esteve presente no mercado entre os anos de 1990 e 2019. O surgimento da Credbon possibilitou um atendimento de forma ainda mais profissional à carteira de clientes e permitiu uma ampliação na atuação dentro do segmento de sindicatos e associações.
Para os/as associados/as da ADunicamp, a Credbon trabalhará com o programa Liberty da Affinity e oferecerá condições especiais para as modalidades de seguros residenciais e de automóveis. A parceria poderá render até 25% de desconto para os/as associados/as da ADunicamp.
Orçamentos e mais informações deverão ser solicitados diretamente ao atendimento da Credbon – (19) 19 25159975 – (19) 25176475 – (19) 989263527.
Conheça a Credbon Seguros
VIPCENTER FOTO E ÓTICA
A VipCenter nasceu em 2001 e hoje é a maior rede de foto e ótica da região, com cinco lojas em Campinas e uma em Valinhos. A parceria com a ADunicamp, inicialmente, será com a loja localizada no Shopping Galleria – Av. Bailarina Selma Parada, 505 – Jardim Nilópolis, Campinas/SP – e terá diversos descontos em variados produtos, confira:
35% de desconto em qualquer armação receituário
30% de desconto em quaisquer óculos de sol
40% de desconto em qualquer lente oftálmica pronta ou surfaçada
35% de desconto em qualquer lente oftálmica multifocal
Conheça a VipCenter
IDENTIFICAÇÃO
Para que todos/as os/as associados/as interessados/as em nossas parcerias tenha acesso aos benefícios, é imprescindível a apresentação da carteirinha de associado/a à ADunicamp. Em caso de extravio, os/as docentes deverão entrar em contato com o departamento de convênios da ADunicamp e solicitar uma segunda via.




REAJUSTE DO PLANO DE SAÚDE – UNIMED 2018

Como vem ocorrendo de forma sistemática nos últimos anos, as negociações referentes ao reajuste do Plano de Saúde (Unimed) para 2018 foram extremamente difíceis, se estendendo por um período maior que o desejado. O roteiro também se repetiu, com a Unimed propondo um índice elevado e a Diretoria da ADunicamp trabalhando para que as novas mensalidades não se tornem impraticáveis.
[button link=”http://www.adunicamp.org.br/wp-content/uploads/2018/08/Informações-sobre-convênio-Unimed-2018-2019.pdf” color=”red”]Acesse aqui e confira os novos valores[/button]
SÍNTESE DA NEGOCIAÇÃO
O índice de reajuste proposto inicialmente pela Unimed foi de 39,4% – muito acima dos reajustes de nossos salários.  Esta proposta para o reajuste foi encaminhada pela operadora em junho, num momento de grande impasse nas negociações de nossa data-base com a Reitoria.
Assim, fizemos a contraproposta de reajustar o Plano de Saúde 2018 com os mesmos índices do reajuste salarial fixado pelo Cruesp – 1,5%.
A nossa contraproposta foi imediatamente rejeitada pela Unimed, sob o argumento de que os critérios para reajuste dos Planos de Saúde são muito diferentes daqueles que norteiam os nossos reajustes salariais.
A partir de então, seguiu-se uma longa negociação, com novas propostas da operadora e contrapropostas da nossa parte (leia abaixo).
Até que, no início de agosto, as negociações foram encerradas unilateralmente pela Unimed. De acordo com a operadora, o reajuste mínimo que poderia aceitar seria para a majoração dos contratos em 17%.
A ADunicamp ainda insistiu na apresentação de uma contraproposta, após analisar minuciosamente todos os documentos encaminhados pela operadora. Mas a Unimed recusou-se a negociar qualquer outra proposta abaixo do índice de 17%.
 CRONOLOGIA
As negociações com a Unimed foram conduzidas, desde o início, com base em números e planilhas esquadrinhados pela diretoria da ADunicamp.
A primeira planilha apresentada pela Unimed, um espelho financeiro da operadora com dados de uso, custos e receitas, mostrava um déficit acumulado de R$ 4,8 milhões, entre maio de 2017 e abril de 2018. Daí a justificativa para o reajuste de 39,4%.
A ADunicamp apresentou estudos próprios sobre a situação financeira do convênio e questionou a dimensão do deficit. E solicitou que a Unimed reconsiderasse e recalculasse os números, levando em conta também o delicado momento financeiro da categoria.
Diante do exposto, a Unimed apresentou uma nova proposta de reajuste de 24,60%. A ADunicamp mostrou que este índice impactaria excessivamente a situação financeira dos nossos conveniados.
A contraproposta da ADunicamp, que tomou como base os índices de inflação da área de saúde dos últimos 12 meses, foi a de reajuste de 6,5% – prontamente recusada pela Unimed.
Seguiu-se, a partir de então, a longa negociação que culminou com a decisão unilateral da operadora em fechar o reajuste em 17%.
[button link=”http://www.adunicamp.org.br/wp-content/uploads/2018/08/Informações-sobre-convênio-Unimed-2018-2019.pdf” color=”red”]Acesse aqui e confira os novos valores[/button]




REAJUSTE DO PLANO DE SAÚDE

Como vem ocorrendo de forma sistemática nos últimos anos, as negociações referentes ao reajuste do Plano de Saúde (Unimed) para 2017 foram extremamente difíceis, se estendendo por um período maior que o desejado. O roteiro também se repetiu, com a Unimed propondo um índice elevado e a Diretoria da ADunicamp trabalhando para que as novas mensalidades não se tornem impraticáveis.
[button link=”http://www.adunicamp.org.br/?page_id=20″ color=”green”]Acesse aqui e saiba mais sobre o Plano[/button]
Inicialmente, consideramos que nos últimos anos temos sido penalizados pela evolução das correções dos valores nos Planos de Saúde, distantes das correções nos nossos salários. Embora sigam lógicas e raciocínios diferentes, temos a consciência de que a tendência é utilizarmos as questões apresentadas para traçarmos um paralelo de comparação.
Síntese da negociação
As tratativas foram iniciadas em 05/06/2017, sendo que a proposta inicial apresentada pela Unimed era de corrigir as mensalidades com um índice de 37,8%. Evidentemente, não concordamos, e estabelecemos rigorosa análise nas planilhas que relacionam os pagamentos com as utilizações dos serviços prestados pela Unimed. Apontamos que o percentual estava elevado e que os associados não suportariam essa correção. Após várias rodadas de negociações, a Unimed apontou o índice de 27,52% como valor final, o qual seria a única possibilidade, indicando pouca margem de negociação, tendo em vista o déficit do plano, e ainda, que Unimed já teria desembolsado recursos financeiros durante o ano para manter o plano ativo.
Essa negociação se estendeu até 14 de agosto, quando a ADunicamp buscou ponderar um aumento de 16%, mesmo tendo consciência de que isso implica um valor difícil para os filiados. A Unimed insistiu que o valor mínimo seria de 27,52%. Diante desse, impasse chegamos a considerar a possibilidade de judicializar a questão, a fim de que o reajuste fosse definido na justiça. Numa consulta à nossa Assessoria Jurídica, foram apresentadas várias considerações.
[button link=”http://www.adunicamp.org.br/?page_id=20″ color=”green”]Acesse aqui e saiba mais sobre o Plano[/button]
O Plano da ADunicamp é na modalidade de Plano Coletivo, onde a relação se dá de forma trilateral, a saber: o contratante, que é a entidade; a operadora, que é a Unimed; e os beneficiários, que são os filiados. Nessa modalidade, o reajuste do plano é regulado pelas previsões contratuais, não se subordinando aos limites impostos pela Agência Nacional de Saúde (ANS).
Isso significa que o reajuste está vinculado à incidência de sinistros dos planos, sem vínculo algum com índices gerais de correção monetária. O histórico de utilização dos nossos planos tem mostrado uma crescente utilização dos serviços prestados pela Unimed, por parte do(a)s sindicalizado(a)s que aderiram ao convênio. No ano de 2017, o déficit se aproximou de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais).
Caso o contrato fosse judicializado, os planos deveriam passar por diversas perícias. Considerando a utilização dos serviços oferecidos pela Unimed, a probabilidade de se obter um provimento judicial favorável a um reajuste menor seria mínima, em função das características dos planos e a média de idade dos filiados. A Unimed poderia denunciar o plano, deixando de prestar os serviços de assistência médica aos filiados, até um desfecho mais definitivo da justiça, medida que consideramos extremamente danosa.
Diante desse quadro, ponderamos e resolvemos negociar um valor menor que os 27,52%, voltando a conversar com os representantes da Unimed e a apresentar questões que levassem a um acordo que fosse menos oneroso aos/às professore(a)s. Após várias negociações, a Unimed apontou, uma contraproposta tendo como índice, para o reajuste, de 19,8%. A ADunicamp, acatou essa proposta, na impossibilidade de obtermos solução melhor. Por fim, estamos negociando a forma de diluição das parcelas em atraso e informaremos em breve como será feito o pagamento.
Perspectivas
Levando em conta que o cenário de negociações deste ano muito provavelmente se repetirá no próximo, talvez até mesmo em condições mais adversas, pretende-se organizar uma série de reuniões com o(a)s sindicalizado(a)s que aderiram ao convênio entre a ADunicamp e a Unimed, de modo a ponderarmos, com maior antecedência, sobre as alternativas que se colocam num horizonte não apenas imediato. Com isso, poderemos negociar não apenas sabendo quais são as alternativas reais existentes (o que já ocorre no momento), mas também já tendo uma visão mais coletiva sobre o assunto.
Divulgaremos em breve o calendário dessas reuniões.
**
Valores a partir de setembro/2017




REAJUSTE DO PLANO DE SAÚDE – UNIMED

Como vem ocorrendo de forma sistemática nos últimos anos, as negociações referentes ao reajuste do Plano de Saúde (Unimed) para 2017 foram extremamente difíceis, se estendendo por um período maior que o desejado. O roteiro também se repetiu, com a Unimed propondo um índice elevado e a Diretoria da ADunicamp trabalhando para que as novas mensalidades não se tornem impraticáveis.
[button link=”http://www.adunicamp.org.br/?page_id=20″ color=”green”]Acesse aqui e saiba mais sobre o Plano[/button]
Inicialmente, consideramos que nos últimos anos temos sido penalizados pela evolução das correções dos valores nos Planos de Saúde, distantes das correções nos nossos salários. Embora sigam lógicas e raciocínios diferentes, temos a consciência de que a tendência é utilizarmos as questões apresentadas para traçarmos um paralelo de comparação.
Síntese da negociação
As tratativas foram iniciadas em 05/06/2017, sendo que a proposta inicial apresentada pela Unimed era de corrigir as mensalidades com um índice de 37,8%. Evidentemente, não concordamos, e estabelecemos rigorosa análise nas planilhas que relacionam os pagamentos com as utilizações dos serviços prestados pela Unimed. Apontamos que o percentual estava elevado e que os associados não suportariam essa correção. Após várias rodadas de negociações, a Unimed apontou o índice de 27,52% como valor final, o qual seria a única possibilidade, indicando pouca margem de negociação, tendo em vista o déficit do plano, e ainda, que Unimed já teria desembolsado recursos financeiros durante o ano para manter o plano ativo.
Essa negociação se estendeu até 14 de agosto, quando a ADunicamp buscou ponderar um aumento de 16%, mesmo tendo consciência de que isso implica um valor difícil para os filiados. A Unimed insistiu que o valor mínimo seria de 27,52%. Diante desse, impasse chegamos a considerar a possibilidade de judicializar a questão, a fim de que o reajuste fosse definido na justiça. Numa consulta à nossa Assessoria Jurídica, foram apresentadas várias considerações.
O Plano da ADunicamp é na modalidade de Plano Coletivo, onde a relação se dá de forma trilateral, a saber: o contratante, que é a entidade; a operadora, que é a Unimed; e os beneficiários, que são os filiados. Nessa modalidade, o reajuste do plano é regulado pelas previsões contratuais, não se subordinando aos limites impostos pela Agência Nacional de Saúde (ANS).
Isso significa que o reajuste está vinculado à incidência de sinistros dos planos, sem vínculo algum com índices gerais de correção monetária. O histórico de utilização dos nossos planos tem mostrado uma crescente utilização dos serviços prestados pela Unimed, por parte do(a)s sindicalizado(a)s que aderiram ao convênio. No ano de 2017, o déficit se aproximou de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais).
[button link=”http://www.adunicamp.org.br/?page_id=20″ color=”green”]Acesse aqui e saiba mais sobre o Plano[/button]
Caso o contrato fosse judicializado, os planos deveriam passar por diversas perícias. Considerando a utilização dos serviços oferecidos pela Unimed, a probabilidade de se obter um provimento judicial favorável a um reajuste menor seria mínima, em função das características dos planos e a média de idade dos filiados. A Unimed poderia denunciar o plano, deixando de prestar os serviços de assistência médica aos filiados, até um desfecho mais definitivo da justiça, medida que consideramos extremamente danosa.
Diante desse quadro, ponderamos e resolvemos negociar um valor menor que os 27,52%, voltando a conversar com os representantes da Unimed e a apresentar questões que levassem a um acordo que fosse menos oneroso aos/às professore(a)s. Após várias negociações, a Unimed apontou, uma contraproposta tendo como índice, para o reajuste, de 19,8%. A ADunicamp, acatou essa proposta, na impossibilidade de obtermos solução melhor. Por fim, estamos negociando a forma de diluição das parcelas em atraso e informaremos em breve como será feito o pagamento.
Perspectivas
Levando em conta que o cenário de negociações deste ano muito provavelmente se repetirá no próximo, talvez até mesmo em condições mais adversas, pretende-se organizar uma série de reuniões com o(a)s sindicalizado(a)s que aderiram ao convênio entre a ADunicamp e a Unimed, de modo a ponderarmos, com maior antecedência, sobre as alternativas que se colocam num horizonte não apenas imediato. Com isso, poderemos negociar não apenas sabendo quais são as alternativas reais existentes (o que já ocorre no momento), mas também já tendo uma visão mais coletiva sobre o assunto. Divulgaremos em breve o calendário dessas reuniões.