1

Data-Base 2015: Pauta protocolada

Fórum das Seis e CRUESP reunidos durante a Data-Base 2014
Fórum das Seis e CRUESP reunidos durante a Data-Base 2014

Tendo em vista o acordo assumido pelo CRUESP (Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas) ao final da Greve de 2014, de que iniciariam as negociações para data-base ainda no mês de abril/2015, o Fórum das Seis protocolou , na última sexta-feira (27/03), a Pauta Unificada de Reivindicações.
No documento protocolado, a reivindicação salarial ficou descrita da seguinte forma:
“Reposição salarial na data-base para docentes e funcionários técnico-administrativos das três universidades e do Ceeteps, de acordo com o ICV do Dieese, correspondente à inflação do período de maio/2014 a abril/2015, mais 3% a título de recuperação parcial de perdas históricas. Nova negociação salarial em setembro/outubro 2015.”
Em ofício, o Fórum das Seis sugeriu aos reitores três datas para a primeira reunião (6/4, 13/4 e 27/4) e aguarda retorno do CRUESP para iniciar as negociações.
[button link=”http://adunicamp.org.br/wp-content/uploads/2015/03/Pauta-Unificada-Data-base-2015.pdf” icon=”file-o” color=”red” window=”yes”]Acesse aqui e leia a Pauta na íntegra[/button]
[button link=”http://adunicamp.org.br/wp-content/uploads/2015/03/Oficio-Forum-para-Cruesp_n_1_2015.pdf” icon=”file-o” color=”red” window=”yes”]Leia o Ofício nº1/2015 entregue ao CRUESP[/button]




Para Sempre Alice (2014)

Para Sempre Alice (2014)p_s_alice
Quarta-feira (01/04)
Sessão das 18h30
SOBRE O FILME
Título Original: Still Alice
Direção: Richard Glatzer e Wash Westmoreland
Gênero: Drama
EUA e França
1h35

SINOPSE
A Dra. Alice Howland (Julianne Moore) é uma renomada professora de linguistica. Aos poucos, ela começa a esquecer certas palavras e se perder pelas ruas de Manhattan. Ela é diagnosticada com Alzheimer. A doença coloca em prova a a força de sua família. Enquanto a relação de Alice com o marido, John (Alec Baldwinse), fragiliza, ela e a filha caçula, Lydia (Kristen Stewart), se aproximam.
[button link=”http://www.imdb.com/title/tt3316960/” icon=”plus-circle” color=”red” window=”yes”]Informações – IMDB[/button]
[button link=”https://www.youtube.com/watch?v=ikwYmKkvI6o” icon=”youtube-play” color=”red” window=”yes”]Trailer – Youtube[/button]
 


 
acima_das_nuvens_siteAcima das Nuvens (2014)
Quarta-feira (25/03)
Sessão das 18h30
SOBRE O FILME
Título Original: Clouds of Sils Maria
Direção: Olivier Assayas
Gênero: Drama
França, Suíça, Alemanha
2 horas

SINOPSE
Maria Enders (Juliette Binoche) é uma famosa atriz que fica perturbada com o fato de que JoAnn (Chloë Moretz), jovem estrela de Hollywood, irá interpretar o papel que a fez famosa há vinte anos. Convidada a dividir o palco com a novata, uma insegura Enders viaja até os Alpes para ensaiar e conta com o apoio de sua assistente (Kristen Stewart) no confrontamento com seu passado.
[button link=”http://www.imdb.com/title/tt2452254/?ref_=fn_al_tt_1″ icon=”plus-circle” color=”red” window=”yes”]Informações – IMDB[/button]
[button link=”https://www.youtube.com/watch?v=-EBUTVRgRCE” icon=”youtube-play” color=”red” window=”yes”]Trailer – Youtube[/button]
 




Comissão da Verdade da Unicamp apresenta resultados dos trabalhos

A Comissão da Verdade e Memória “Octaviano Ianni”, criada em outubro de 2013 para investigar atos contra docentes, funcionários e alunos da Unicamp durante a ditadura militar do Brasil, apresentará os resultados dos trabalhos e fará recomendações à comunidade no próximo dia 1º de abril (4ª feira).
O evento será às 09 horas, no Centro de Convenções. A solenidade terá transmissão online através do site da Unicamp e do www.socializandosaberes.net.br.
Confira a programação no cartaz abaixo:
cartaz_CNV




“Tem razão quem se revolta”

Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

O professor de ética e filosofia política do Departamento de Filosofia da USP (Universidade de São Paulo), Renato Janine Ribeiro, criticou – em artigo publicado na Folha de São Paulo e em diversos blogs políticos – o simplismo da agenda de quem protestou no dia 15 de março, como se a eliminação do PT pudesse libertar o Brasil da corrupção.
“Há uma reação tola”, diz ele. “Um dos modos dessa reação é carimbar um culpado bem afastado de nós. O PT cumpre hoje esse papel de demônio, que já foi de Getúlio Vargas. Assim, se afasta de nós esse cale-se. Somos poupados”.
Janine também levanta outras questões importantes: “Por que tantos querem que a investigação foque só o PT? A apuração não deve ser ampla, geral e irrestrita?”.
Fonte: Folha de S. Paulo (25/03/2015)
Para ler o artigo completo, acesse um dos seguintes links:
[button link=”http://www1.folha.uol.com.br/paywall/login.shtml?http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/213264-tem-razao-quem-se-revolta.shtml” icon=”mail-forward” color=”red” window=”yes”]Folha de S. Paulo[/button]
[button link=”http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/174513/Janine-questiona-por-que-se-investiga-s%C3%B3-o-PT.htm” icon=”mail-forward” color=”red” window=”yes”]www.Brasil 247.com.br[/button]
[button link=”http://www.ihu.unisinos.br/noticias/541210-tem-razao-quem-se-revolta” icon=”mail-forward” color=”red” window=”yes”]www.ihu.unisinos.br[/button]
 
 




Movimento mostra “indignação seletiva” contra corrupção

avenida-paulista
Av. Paulista durante as manifestações de 15 de março de 2015

A “indignação contra a corrupção” que se viu nas manifestações de rua do dia 15 de março foi seletiva e “é triste ver jovens com indignação seletiva”. Além disso, com suas diferentes manifestações – algumas delas de características claramente fascistas e golpistas –, o movimento mostra que “não tem proposta para a sociedade e não tem modelo para a governança”.
Estas são algumas das conclusões apresentadas no texto “O fim apoteótico da aristocracia joanina”, no qual o jornalista e documentarista Ion de Andrade, professor do Departamento de Comunicação Social da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), analisa as características e prováveis consequências dos últimos protestos de rua no país.
“Há fundadas suspeitas de que há um dedo gringo no que está acontecendo no Brasil. E esse é naturalmente um risco incomum”, aponta Andrade. Mas, para ele, nem com apoio da “força gringa que agiu em todo o território pátrio azeitando a máquina de guerra da direita nacional” o movimento foi capaz de criar um fato realmente novo no cenário.
Por isso, mesmo diante da crise de representatividade política que o país atravessa, Andrade diz em uma de suas conclusões que o movimento não aponta para qualquer possibilidade de propor uma “política de alianças suficientemente larga” para assegurar a construção de um novo pacto.
[button link=”http://jornalggn.com.br/fora-pauta/o-fim-apoteotico-da-aristocracia-joanina-por-ion-de-andrade” size=”large” icon=”mail-forward” color=”red”]Acesse aqui e leia na íntegra[/button]


 




“Tudo que é sólido parece estar se derretendo”, avalia o professor Ricando Antunes (IFCH)

Ricardo_Antunes
Foto: Arquivo ADunicamp

Ainda no calor dos acontecimentos, em 16 de março, apenas um dia após as manifestações do dia 15, o professor de Sociologia do IFCH (Instituto de Filosofia e Ciências Humanas) da Unicamp, Ricardo Antunes, discutiu o significado político e os possíveis desdobramentos dos protestos em uma longa entrevista – de quase 20 minutos – que concedeu ao jornalista Helton Grimaldi, da Rádio CBN de Campinas.
[button link=”http://www.portalcbncampinas.com.br/?p=101785″ icon=”volume-up” color=”red” window=”yes”]Ouça a entrevista aqui[/button]
Na avaliação do professor Antunes, embora as manifestações do dia 15 tenham alguns laços com os protestos de rua que se alastraram por todo o Brasil em junho de 2013, algumas de suas principais características são bastante diferentes. “Aquelas, diziam sobre o fosso enorme que há entre o mundo institucional e a vida nas ruas”, avalia. Já nas manifestações de agora, mesmo mantidos todos os componentes de descrença com o Congresso, os políticos e governos, “entra também a revolta contra a corrupção, com a questão da Lava Jato”.
Antunes afirma que o contraponto entre os milhões de dólares tratados nas denúncias de corrupção e o aumento no preço das tarifas, a falta d´água e o desemprego, reforçam “a sensação de descrédito e de revolta”.
AS ASAS DA DIREITA
Outro ponto importante nas manifestações do dia 15, de acordo com Antunes, é a orientação claramente conservadora do atual movimento, à direita no espectro político, ao contrário do que ocorreu em 2013.
Para o professor, embora o descontentamento seja “popular e policlassista”, os principais responsáveis pela deflagração dos protestos do dia 15 foram as classes médias, com forte participação de médios e grandes empresários.
REFORMA POLÍTICA
Na avaliação de Antunes, o Brasil caminha para uma polarização política, mas dentro de um quadro extremamente difícil e sem um horizonte claro no futuro imediato.
“Pede-se uma reforma política, mas quem vai fazer a reforma política? Este Congresso?”, pergunta ele. Afinal, lembra o professor, mais de metade dos atuais congressistas são citados nas listas dos que receberam dinheiro das empreiteiras denunciadas na Lava Jato. “O Congresso não tem credibilidade para fazer a reforma política”, aponta.
DESINFORMAÇÃO
A falta de informação de segmentos de manifestantes também é um dado político muito preocupante, segundo Antunes. “Embora fossem minoria, vimos manifestantes pedindo a volta dos militares, mas durante a ditadura a corrupção era altíssima, a inflação altíssima”, relata.
O atual quadro de descontentamento com a institucionalidade política, que se manifestou inclusive nas vaias contra todos os políticos que tentaram subir nos carros de som, não tem uma alternativa no atual cenário político do país.
Para o professor, o projeto do PT esgotou-se, mas se tivesse ocorrido o contrário – a vitória de Aécio Neves nas últimas eleições – a situação certamente estaria muito pior, pois os cortes seriam ainda mais profundos nos gastos sociais, seguindo o modelo neoliberal clássico.
O quadro atual, na avaliação do professor, “é muito difícil” e com desdobramentos ainda mais difíceis de serem avaliados no momento. “Tudo que é sólido parece estar se derretendo. E não temos alternativas no cenário”, conclui.




ADunicamp inicia atendimento direto aos docentes em Limeira

BOLETIM_Nº03_2015_finalizado_3Primeira sessão de atendimento, com presença de diretores, funcionários e representante do Departamento Jurídico será realizada dia 26, seguida de show do violeiro Paulo Freire e confraternização.
A ADunicamp inicia, no próximo dia 26 de março, com evento aberto a toda a comunidade acadêmica, o trabalho de atendimento direto aos docentes da Unicamp em Limeira, onde funcionam a Faculdade de Tecnologia, a Faculdade de Ciências Aplicadas e o Cotil.
O atendimento em Limeira, a partir de agora, será realizado quinzenalmente – nas primeiras e terceiras quintas-feiras de cada mês – com a presença de diretores, funcionários e de um advogado do Departamento Jurídico da ADunicamp.
No dia de abertura dos atendimentos, na próxima quinta-feira, diretores, funcionários e um advogado ficarão à disposição dos docentes, das 13 às 17h na Sala P17 da Faculdade de Tecnologia, para prestar esclarecimentos sobre a atuação da ADunicamp, sobre as principais demandas das unidades sediadas em Limeira e sobre filiações e convênios oferecidos aos associados.
Ao final do dia, haverá um show do violeiro Paulo Freire com início às 17h30, seguido de confraternização, no Anfiteatro PA07 da Faculdade de Tecnologia.
Notícia publicada no Boletim Nº03/2015.
[button link=”http://adunicamp.org.br/wp-content/uploads/2015/03/boletim_adu_limeira_2015_1.pdf” icon=”file-o” window=”yes”]Acesse aqui e leia na íntegra[/button]
 




Assédio Moral nas Universidades

Boletim_Assedio_Moral_Finalizado_mailRelatos e denúncias de assédio moral no ambiente acadêmico se multiplicam e o tema tem merecido atenção cada vez maior dos pesquisadores e de sindicatos e associações representativas de professores e funcionários das universidades brasileiras.
A ADunicamp retomou as discussões e reflexões sobre o tema desde que um caso, envolvendo um grupo significativo de professores, funcionários e estudantes do COTIL (Colégio Técnico de Limeira), foi denunciado pelo STU ao MPT (Ministério Público do Trabalho), em agosto do ano passado.
As denúncias de assédio moral no meio acadêmico – a exemplo do que ocorre também no âmbito corporativo – aumentam a cada ano. Esse aumento das denúncias, de acordo com especialistas, está diretamente ligado ao maior acesso dos trabalhadores à informação sobre a realidade do assédio moral.
O assédio moral é uma prática antiga, mas é comum a confusão sobre o que é e o que não é assédio moral. Muitas vezes, as vítimas não têm consciência de que estão sofrendo assédio e acabam achando que os problemas enfrentados no
trabalho são de sua responsabilidade (…)
Acesse o link abaixo para ler o Boletim Especial na íntegra.
[button link=”http://adunicamp.org.br/wp-content/uploads/2015/03/Boletim_Assedio_Moral_Finalizado.pdf” icon=”file-o” color=”red”]Boletim Especial – Assédio Moral nas Universidades[/button]




Dia 19 de março tem Show na ADunicamp

show_Daniel_interna
Daniel Barry Bio

O trompetista norte americano Daniel Barry Bio, acompanhado de professores e pesquisadores do Departamento de Música do Instituto de Artes da Unicamp (IA), apresenta clássicos do jazz e da música brasileira no palco da ADunicamp. O repertório dos chamados “standards” é de domínio comum em diversos pontos do planeta, agindo, da mesma forma que a língua inglesa, como um elemento unificador entre os músicos. Nessa apresentação, diferentes musicalidades se encontram sob o signo da informalidade, espontaneidade e da improvisação.
Dia 19/03 (5ª feira)
ás 20h
no auditório da Adunicamp
com entrada franca
Informações
imprensa@adunicamp.org.br
(19) 3521 2479




Dia 18 de março tem Assembleia de Docentes

assembleia_homeA diretoria da ADunicamp convoca os docentes para Assembleia Geral, que será realizada no próximo dia 18/03 (4ª feira), às 12 horas, no auditório da entidade.
Pauta
1. Informes;
2. Data-Base 2015: avaliação dos indicativos do Fórum das Seis para Pauta Unificada de Reivindicações (link abaixo);
3. Outros.
[button link=”http://adunicamp.org.br/wp-content/uploads/2015/03/Pauta-Unificada-Data-Base-2015.pdf” icon=”check” color=”red”]Pauta Unificada de Reivindicações 2015[/button]