Boletim_f6_abrilAssembleias devem avaliar indicativo de paralisação e ato unificado

A primeira negociação da data-base 2015, realizada no dia 24/4, foi conduzida pelo novo presidente do Cruesp e reitor da USP, Marco Antonio Zago. Acompanhado do reitor da Unicamp, José Tadeu Jorge, e da vice-reitora da Unesp, Marilza Vieira Cunha Rudge – substitundo o reitor Julio Cezar Durigan, em viagem – Zago abriu a reunião destacando o esforço de agendar a reunião ainda em abril, conforme compromisso assumido com o Fórum das Seis no final da greve de 2014.

A coordenação do Fórum também frisou a importância de iniciar as negociações em abril e a expectativa das entidades representativas de que elas avancem no sentido da construção de um sistema público de educação superior no estado, com o estabelecimento de políticas isonômicas. Lembrou que a proposta do Fórum, ao protocolar a Pauta Unificada, no dia 27/3, era de realizar três reuniões em abril, distribuindo os itens da pauta entre elas. Zago ponderou que, embora os salários (item II) sejam “questão central”, não seria adequado discuti-los agora, uma vez que ainda não estão fechados os índices inflacionários do período maio/2014 a abril/2015, e propôs já deixar agendada uma próxima negociação para 14/5, às 16h, dedicada à discussão salarial. Antes dela, no dia 8/5, às 10h, será realizada uma reunião entre a Comissão Técnica do Cruesp e o Fórum.

A coordenação do Fórum cobrou resposta a um ofício enviado no dia 12/1/2015, que solicita algumas explicações relativas às planilhas do Cruesp. Ficou acertado que os itens do ofício serão debatidos na reunião com a Comissão Técnica no dia 8/5 e que, se necessário, será realizado outro encontro antes da negociação de 14/5.

Acesse aqui e leia o boletim na íntegra Acesse aqui e ouça o áudio da reunião
COMPARTILHE
 

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,