“É possível dizer que sem as Universidades Públicas, a economia brasileira ainda estaria patinando na zona do atraso geral, na agricultura ou pior, no ciclo de monocultura que nos empobrecia coletivamente em proveito dos coronéis abastados e opostos ao conhecimento. Lutemos pelas Universidades Públicas! Pois, nelas temos a via para que o nosso povo seja livre e forte, não dominado por estados imperiais ou colonialistas”.

Roberto Romano (IFCH/Unicamp)