Estimados colegas docentes da Unicamp,

Nós da chapa 2 – Renova Andes chamamos a todas(os) a participar das eleições à diretoria do ANDES-SN, sindicato nacional dos docentes (dias 9 e 10 de maio – 4a e 5a feira). Convidamos a ler nosso programa e assim, se possível, pedimos o seu voto. [bit.ly/PropostaRenova]

Lançamos a chapa 2 respondendo à inquietação na base frente à paralisia e à ausência da direção de nosso sindicato (representada hoje pela chapa 1) na luta contra o golpe, que corta verbas – agora congeladas por 20 anos por emenda constitucional – inviabiliza cursos, pesquisa e o funcionamento das Universidades; para não falar em nossos salários e plano de carreira. Golpe que desenvolve ataques judicializantes e atropelos à autonomia universitária visando a privatização e a destruição do ensino público superior. Ademais, nosso sindicato não pode ser apenas para os “iniciados”. O Andes precisa respeitar o contraditório e a divergência de ideias; precisa incluir amplos setores de sua base, hoje afastados das instâncias sindicais.

Mais do que nunca, é necessária a unidade em defesa dos direitos da categoria docente e da Universidade. Unidade inclusive para fora da Universidade com movimentos sindical, popular e democráticos, cuja mobilização contra o golpe cresce em todo o país. Chamamos assim o conjunto dos docentes – e os colegas da própria chapa 1 – para, unidos, ajudarmos a construção de Comitês em Defesa da Universidade e da Democracia, que lutem contra o golpe, pela liberdade de Lula e pelos direitos dos docentes [http://bit.ly/ComitesLulaLivre].

É com este intuito que chamamos docentes a Renovar conosco nas eleições desta semana e a participar das mobilizações do próximo período junto a cada AD e seção sindical do país.

Renovar, lutar e conquistar um Andes democrático! Um Andes para Todas e Todos!
Para as eleições do Andes: vote Renova Andes – Chapa 2!
Nossos endereços na internet:

Blog: renovaandes.org

Facebook: https://www.facebook.com/RenovaAndes

Email: renovaandes@gmail.com

Alguns de nossos apoiadores:
Armando Boito
Professor Titular de Ciência Política no IFCH da Unicamp

Arthur Chioro
Professor da Escola Paulista de Medicina da Unifesp. Ex-Ministro da Saúde

Bernardo Mançano Fernandes
Professor da UNESP, pesquisador CNPq 1B

Carlos Eduardo Ferraço
Professor da UFES, vice-presidente Sudeste da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd)

Dermeval Saviani
Professor Emérito da Unicamp, pesquisador Emérito do CNPq

Elza Ferreira Noronha
Professora da Faculdade de Medicina da UnB. Supe- rintendente do Hospital Universitário de Brasília

Elika Takimoto
Professora do CEFET/RJ, vencedora do Prêmio Saraiva Literatura e doutora pela UERJ

Gaudêncio Frigotto
Professor adjunto da UERJ e professor Titular da UFF. Pesquisador Sênior do CNPq

Joana Maria Pedro
Professora da UFSC, presidente da ANPUH- Associação Nacional de História

Jorge Solla
Médico pesquisador da UFBA e Deputado Federal pelo PT

José Nazareno Araújo
Diretor da Faculdade de Ciências Econômicas da UFPA

Lígia Márcia Martins
Professora do Programa de Pós-graduação em Educa- ção Escolar da Unesp Araraquara

Luiz Fernandes Dourado
Professor Titular e Emérito da UFG

Marcio Pochmann
Professor no Instituto de Economia da Unicamp

Margarida Salomão
Professora da UFJF, ex-reitora e atual Deputada Federal pelo PT

Maria Luiza Aléssio
Professora Aposentada do CCB/UFPE, ex-presidenta da ADUFPE, ex-vice-presidenta da Regional Nordeste do ANDES

Monica Molina
Professora adjunta da UNB. Coordenou o PRONERA, o Programa Residência Agrária.

Nabil Bonduki
Professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo- USP, ex-vereador em São Paulo e ex-Secretário Muni- cipal de Cultura

Roberto Romano
Professor do IFCH na Unicamp

Rosemarie Andreazza
Professora da Escola Paulista de Medicina da Unifesp, ex-presidente da Adunifesp e ex-diretora do ANDES- -AD

Sérgio Gabrielli
Professor de Economia (licenciado) da UFBA

Vicente Molina Neto
Presidente do Colégio Brasileiro de Ciência do Esporte (CBCE), Professor da UFRGS

Agostinho Begheli Filho
Ex-vice-presidente do Andes e ex-presidente da APESJF; professor aposentado do Colégio de Aplicação João XXIII – UFJF

Alguns outros apoiadores da Unicamp:
Angela Maria Carneiro Araújo; Arley Ramos Moreno; Elaine Prodócimo; Lino Castellani Filho; Maria Christina Barbosa Veras; Rui Luis Rodrigues; Vanessa Rosemary Lea; Wagner de Melo Romão; Luís Aguilar; Neri de Souza; Nora Krawczyk; Pedro Rossi; Elisabete Monteiro de Aguiar Pereira; Newton Bryan; César Nunes.

Veja a lista completa em bit.ly/ApoioRenova

Algumas de nossas propostas:

✓ Concentrar esforços na realização de uma verdadeira campanha salarial dos Setores, discutindo índices objetivos de reajuste e avançando com uma pauta de reivindicações concretas e imediatas. Lutar por carreira e salário deve voltar a ser central no Andes-SN!

✓ Lutar para corrigir as injustiças cometidas com os aposentados quando da reestruturação da carreira e no cálculo dos índices salariais, retomando a organização desse setor.

✓ Responder às demandas específicas da categoria nos Institutos Federais, Cefets, nos Colégios de Aplicação e instituições correlatas. Realizar um encontro nacional dos docentes do EBTT – Ensino Básico, Técnico e Tecnológico – com vistas a discutir as demandas essa categoria.

✓ Construir efetivamente a luta em defesa de orçamentos, salários, carreiras, condições de trabalho, de formação, de assistência estudantil, previdência, concurso público, em unidade com outros coletivos.

✓ Discutir e atuar frente os desafios da carreira, que hoje se vê multifacetada e diversificada, o produtivismo, a saúde da categoria: o adoecimento docente (e também dos Técnicos Administrativos e da juventude) dentro das IEs tem se aprofundado com aumento de casos de stress, depressão e autoextermínio, preocupações que devem estar na linha de frente do sindicato.

Resgatar a vida cultural do Sindicato valorizando as manifestações locais e promovendo atividades lúdicas e artísticas nas IFEs, importantes para a lazer, a integração e o enaltecimento da cultura imaterial do povo brasileiro.

✓ Lutar contra o golpe, pelos direitos e pela democracia. Hoje, isso significa também lutar pela liberdade de Lula.

✓ Realizar uma ampla campanha nacional de valorização da categoria docente que combata as representações negativas da profissão.

✓ Combater para que os direitos à progressão funcional, à licença para formação continuada e licença prêmio sejam garantidas

✓ Avançar na luta pelas demandas específicas das minorias, como LGBT, e das/dos historicamente submetidas/dos a um sistema de exploração profundo, como as mulheres e o povo negro.

Resgatar os papéis das Regionais no Sindicato nacional, que deve visitar as IFEs e ouvir as demandas da categoria

✓ Afirmar a necessidade da unificação dos docentes, lutando para recuperar para o ANDES-SN os setores que dele se afastaram nos últimos anos, seja pela vontade divisionista de segmentos como o PROIFES, seja em função da política da atual direção, baseada na ideia de um “sindicato dos lutadores”, senha para a implantação de um regime de pensamento único no sindicato.

✓ Integrar a luta pela revogação da reforma trabalhista e da lei da terceirização universal, e EC 95/2016 e Contrarreforma do Ensino Médio.

✓ Fazer um balanço desses 10 anos de filiação à CSP Conlutas via participação direta da categoria através de assembléias e de um Conad extraordinário.
Lutar contra o golpe de 2016, integrando as ações para derrotá-lo, para que se barre a ofensiva contra os direitos e garantias democráticas. Lutar pela Democracia, contra o avanço do fascismo e da Injustiça.

✓ Defender a autonomia universitária, a atividade docente, científica e acadêmica, atacada numa série de instituições.

Conheça nossa chapa:
https://renovaandes.org/conheca-nossa-chapa/

http://bit.ly/JornalRenova