O professor João da Costa Chaves Júnior falou durante ato em apoio à Ocupação Povo sem Medo, em São Bernardo do Campo, no dia 1/10/2017. Ele expressou o apoio do Fórum das Seis e da diretoria da Adunesp às 6 mil famílias sem teto, que ocupam um terreno de cerca de 70 mil metros quadrados, de propriedade de uma grande construtora (MZN). Também estavam presentes representantes de vários sindicatos, partidos políticos, padres da igreja católica e pastores evangélicos que apoiam o movimento.

A ocupação é organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

No dia 2/10, o Tribunal de Justiça julgou a ação de reintegração de posse, a pedido da MZN. O pedido dos advogados do Movimento foi de que a reintegração fosse rejeitada, dado que o terreno da construtora MZM estava abandonado há mais de 30 anos, sem cumprir qualquer função social. De outro lado, houve uma atuação de setores políticos – em especial a Prefeitura de São Bernardo – para um despejo imediato, apostando no conflito e sem garantir uma solução para o problema habitacional das mais de 6 mil famílias que estão na ocupação.

A decisão do TJ de suspender a realização do despejo até uma reunião de negociação, envolvendo todas as partes (Prefeitura, os governos estadual e federal, além do MTST e da empresa proprietária). Para o MTST, a decisão está longe de ser ideal, mas, neste momento, “significou a derrota daqueles que queriam assistir um massacre”.

O vídeo está disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=Sla2PxdtQFM&feature=youtu.be